A importância e as ilusões causadas pelo Pan-Americano no esporte brasileiro

O Brasil não pode se iludir com o desempenho nos jogos Pan-Americanos de Toronto, e vai precisar evoluir muito, se quiser fazer um bom papel como anfitrião das Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

Lucas Altimari Piccolo

Muito se discute a qualidade e a relevância dos jogos Pan-Americanos. A realidade é que, evidentemente, não podemos compará-los no que diz respeito ao nível de competição, importância e até mesmo organização com as Olimpíadas, um torneio de nível mundial e com uma repercussão gigantesca, mas também não estamos falando de uma competição amadora, e sim de um torneio disputado por mais de 40 países.

A meta de superar os números do último Pan, em Guadalajara, foi conquistada com sucesso pelo Brasil, mas ainda sim não é possível fazer comparações dos jogos Pan-americanos com os Olímpicos. Em números, o Pan conta apenas com 41 comitês, enquanto uma Olimpíada conta com 205.

Existem diversos fatores presentes nos jogos Pan-Americanos que são extremamente positivos para a evolução dos atletas, como por exemplo, a experiência adquirida por jovens que estão iniciando sua carreira. O caso da ginasta de 15 anos, Flávia Saraiva, que em sua primeira competição de nível profissional já conquistou sua primeira medalha, ilustra bem o quão importante são os jogos.

Em Toronto, o Brasil conquistou cinco medalhas na ginástica artística, sendo uma de ouro, uma de prata e três de bronze. (Foto: Getty Images).

Em Toronto, o Brasil conquistou cinco medalhas na ginástica artística, sendo uma de ouro, uma de prata e três de bronze. (Foto: Matt Detrich/Reuters).

Por outro lado, existem alguns fatores negativos com relação aos jogos Pan-Americanos, como a delegação norte americana não levar seus principais atletas para o torneio, o que acaba tirando um pouco o brilho da competição. Outro fator negativo são as competições que acontecem durante os jogos, como os campeonatos mundiais de vôlei, tanto masculino quanto feminino, que influenciam na convocação dos atletas para o Pan. Esses fatores muitas vezes podem deixar o Brasil sem parâmetro para os jogos Olímpicos, o que pode ser prejudicial tanto para os nossos atletas, quanto para nossa torcida.

O Brasil está longe de ser uma potência olímpica como EUA e China. Contudo, dentro de um cenário Pan-Americano, a delegação brasileira conseguiu nesse último Pan disputado em Toronto, melhorar as marcas estabelecidas em relação ao número de atletas e número de pódios, em comparação ao Pan de 2011, em Guadalajara. Por outro lado, o número de medalhas de ouro, que foi de 48 em 2011, caiu para 41 em 2015.

O tênis de mesa brasileiro conseguiu formar um pódio com três brasileiros. Destaque para o ouro de Hugo Calderano. (Foto: Divulgação/ITTF)

O tênis de mesa brasileiro conseguiu formar um pódio com três brasileiros. Destaque para o ouro de Hugo Calderano. (Foto: Divulgação/ITTF)

Essa realidade é perigosa e pode criar falsas ilusões para as próximas Olimpíadas, em que a meta brasileira é terminar entre os 10 primeiros colocados, com uma projeção de 27 a 30 medalhas. É claro que por ser uma Olimpíada disputada em casa, no Rio de Janeiro, a expectativa em torno dos atletas é enorme, principalmente dos esportes coletivos, como vôlei, vôlei de praia e handebol, esportes em que o Brasil figura entre as principais seleções mundiais.

O fato é que, embora o Brasil tenha feito um bom Pan-Americano, e tenha revelado diversas esperanças de medalhas para 2016, não se pode iludir o torcedor brasileiro esperando que briguemos entre as primeiras posições, como dentro do continente americano. Entretanto, o Brasil tem condições de fazer a boa Olimpíada que se espera, e conseguir cumprir o seu objetivo traçado antes dos jogos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s