Do campo à mesa: A agricultura do dia-a-dia que pode ser sustentável

Projetos para agricultura familiar ajudam a difundir práticas que protegem o meio ambiente durante a produção

Letícia Ferreira

A Embrapa, empresa pública brasileira que desenvolve pesquisas e inovações tecnológicas para o setor agropecuário do país, publicou, no começo deste mês, o livro “O mundo rural no Brasil do Século 21″. São mais de 1.000 páginas de artigos de vários cientistas sociais brasileiros, especializados no tema agrícola. Na obra, a relação entre o desenvolvimento da agropecuária brasileira e a preocupação ambiental é constante, com destaque para o texto “O Agronegócio será sustentável”, do docente da UNICAMP Ademar Ribeiro Romero, que além de ser especialista em agricultura, se dedica à temática de meio ambiente.

Com a expectativa de 9 bilhões de pessoas no mundo, segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), a demanda por alimentos no mundo deverá crescer em 60% em 2050; dessa forma, conciliar sustentabilidade e aumento de produção se equipara aos desafios logísticos.

Produção de hortaliças em Jaboticabal. (Foto: Letícia Ferreira)

Agricultura que alimenta

No Brasil, a agricultura que “coloca a comida no prato da população” vem da produção familiar, realizada, em grande parte, por pequenos proprietários de terra. Esse grupo é composto por mais de 4 milhões de estabelecimentos e 12,3 milhões de pessoas no Brasil, segundo o último censo agropecuário, datado de 2006. Eles produzem 87% da mandioca, 70% do feijão, 59% dos suínos, 58% do leite, 50% das aves e 46% do milho disponível para o consumidor.

Segundo o professor Ademar Ribeiro, o agronegócio brasileiro será sustentável, e a produção alimentar e do pequeno proprietário precisa estar nesse processo. Pensando nisso, o Governo Federal criou o PEAAF (Programa de Educação Ambiental para Agricultura Familiar) a partir de reivindicações dos próprios produtores feitas no Grito da Terra de 2009, movimento organizado para pedir melhores condições de trabalho para a agricultura familiar, frente aos novos desafios do setor, como a sustentabilidade.

A cidade de Bauru, no interior de São Paulo, foi um dos 17 locais do Brasil que recebeu, no começo de setembro deste ano, uma edição do programa. “Nossa preocupação é que a água, o clima, o solo e as matas sejam preservadas para as novas gerações. E, dentro do curso, podem surgir materiais (vídeos, cartilhas, blogs etc.) que ajudem o poder público a reagir dentro da questão ambiental na agricultura e a buscar caminhos para os problemas como água contaminada, abastecimento de água, lixo na zona rural”, declarou o secretário de Agricultura e Abastecimento, Antonio Francisco Maia de Oliveira, ao Jornal da Cidade de Bauru. Para agricultores como a Dona Tereza Maria, de 53 anos, que está entre os 161 membros da CAFS (Cooperativa dos Agricultores Familiares Solidários de Bauru), a agricultura faz parte do meio ambiente. “Aqui [no assentamento Aimorés] os alunos da USC [Universidade Sagrado Coração] e da UNESP [Universidade Estadual Paulista] sempre auxiliam na melhora da produção por meio de treinamentos sobre agricultura orgânica, tratamento ambiental de algumas culturas, entre outros”, explica.

A preocupação com o meio ambiente, segundo ela, vai além da produção: “Nós temos árvores nativas, frutíferas, e sempre ganhamos mudas da Prefeitura de Pederneiras – cidade do interior de São Paulo vizinha à Bauru. Quando nós chegamos aqui, não havia arvores; agora, logo na estrada, não é possível enxergar a produção porque nós plantamos muitas. A intenção e ter mais mudas, qualquer árvore é bem-vinda”.

Hoje, na CAFS, a produção é voltada para frutas e verduras e boa parte delas vão para as mesas dos alunos das cidades de Bauru e Pederneiras. O restante fica para consumo próprio das famílias agricultoras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s