Copa do Brasil: oitavas de final têm zebras, goleada do Cruzeiro e mais um caso de racismo

Jogos de ida foram marcados por mais uma bela vitória da Raposa mineira e insultos racistas ao goleiro Aranha em Porto Alegre

Bruna Moura

A Copa do Brasil chegou à sua fase de oitavas de final. Além dos times já classificados da fase anterior, as equipes que disputaram a Libertadores da América também fizeram suas estreias na competição: Atlético Paranaense e Mineiro, Botafogo, Cruzeiro, Grêmio e Flamengo.

Dos 8 jogos que aconteceram, apenas Vasco e ABC empataram em 1×1: João Paulo abriu o placar para o time de Natal no primeiro minuto de jogo e Kleber empatou no segundo tempo. O jogo de volta acontece na próxima quarta-feira, na Arena das Dunas.

E as zebras continuam

O Ceará, jogando com time misto, venceu o Botafogo por 2×1 no Maracanã. Os gols foram marcados por Eduardo e Bill, Edílson descontou para o Bota. Jefferson ainda evitou que a vantagem cearense fosse maior ao defender uma cobrança de pênalti.

Nuno_Guimarães_Agencia_Estado

O surpreendente América-RN fez mais uma vítima: Pimpão comemora seu gol contra o Atlético-PR. (Foto: Nuno Guimarães/Agência Estado)

O América-RN fez sua lição de casa na Arena das Dunas e encaminhou sua classificação ao vencer o Atlético Paranaense por 3×0. O trio ofensivo do América formado por Morais, Pimpão e Max funcionou. Rodrigão Pimpão abriu o placar aos 39’ e Max ampliou aos 47’. Thiago Cristian fez o terceiro e fechou o placar.

Bragantino e Corinthians se enfrentaram na Arena Pantanal. O time da capital dominou o jogo, mas quem abriu o placar foi o Massa Bruta. Aos 10’ do segundo tempo, após cobrança de escanteio, a bola foi rebatida e sobrou para Sandro marcar um golaço. O Corinthians reclamou de uma falta que não houve na hora do gol. Com 1×0, o Bragantino se fechou ainda mais e garantiu o resultado e a vantagem do empate no jogo de volta. Mais uma vez, o técnico Mano Menezes chamou a atenção pelas reclamações na beira do campo. Guerrero ainda protagonizou uma cena parecida com a de Petros no jogo contra o Santos pelo Brasileirão: uma trombada com o árbitro da partida.

Na estreia do novo técnico Marquinhos, o Coritiba venceu com facilidade o Flamengo por 3×0 e abriu ótima vantagem para o jogo de volta no Maracanã. Os gols foram marcados por Leandro Almeida, Luiz Antônio contra e Zé Eduardo de pênalti.

Cruzeiro e Santos vencem

O Cruzeiro não teve dificuldades para vencer o estreante na Copa do Brasil Santa Rita, que não disputa nenhuma das 4 divisões do campeonato brasileiro.

Pedro Vilela Agencia Estado

Marcelo Moreno marca dois gols no massacre do Cruzeiro sobre o Santa Rita. (Foto: Pedro Vilela/Agência Estado)

Com Ricardo Goulart e Everton Ribeiro poupados, o líder do campeonato brasileiro mostrou a força do seu elenco. Pelo alto ou por baixo, o Cruzeiro sobrou em campo e o goleiro Fabio praticamente assistiu à partida. O jogo contou ainda com a estreia de Neilton pelo Cruzeiro.

Os gols foram marcados por Dedé, Júlio Baptista, dois do artilheiro Marcelo Moreno e Henrique. Com o resultado de 5×0, a Raposa chegou a mil vitorias no Mineirão.

Diego Guichard globo esporte

Árbitro da partida não relatou na súmula ofensas racistas ao goleiro Aranha. (Foto: Diego Guichard/globoesporte.com)

Santos e Grêmio se enfrentaram em Porto Alegre. O tricolor, comandado por Zé Roberto e Giuliano, criou ótimas chances de gol, mas em cobrança de escanteio de Lucas Lima, David Braz abriu o placar para o time da Vila. Lucas Lima ainda cruzou para Robinho marcar o segundo e garantir a vantagem para o jogo de volta.

O goleiro Aranha, destaque da partida, foi vitima de ofensas racistas durante o jogo. Agora, o é esperado é que as autoridades tomem as devidas providências.

Atlético Mineiro frustra festa palmeirense

O Palmeiras completou 100 anos na última terça feira e queria dar a vitória de presente para sua torcida. Mas eles se esqueceram de avisar o Atlético Mineiro. O Verdão entrou em campo com um time misto, demonstrando que sua preocupação é com o brasileiro. O time alviverde até possuía a bola, mas parava na falta de qualidade de seus atacantes; já o Atlético era mais objetivo.

marcos ribolli ge

Luan marca e acaba com a festa alviverde. (Foto: Marcos Ribolli/globoesporte.com)

O goleiro Fabio, um dos destaques do jogo, bem que tentou salvar o time paulista, mas, aos 25’ do segundo tempo, Luan conseguiu passar pelo goleiro alviverde e marcou para o Galo. O Palmeiras ainda perdeu um pênalti aos 45’ do primeiro tempo. O árbitro Jean Pierre Gonçalves marcou pênalti em Mazinho. Na cobrança, Henrique fez, mas o juiz mandou voltar marcando invasão. Henrique foi para a bola de novo e dessa vez mandou para fora. Final: Palmeiras 0x1 Atlético Mineiro.

Se antes do jogo o clima entre os quase 20 mil torcedores era de festa, após o final da partida o de cobrança voltou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s