Bauru enfrenta caos na saúde pública

Falta de médicos desestabiliza hospitais públicos da cidade e prejudica cada vez mais a população

Camila Gallate

Aqueles que buscaram ajuda nas recém-implantadas unidades de pronto atendimento (UPA’s) encontraram dificuldades nas últimas semanas. No dia 5 de junho, ao invés de dois profissionais, como o estipulado, somente um médico cumpriu o turno até as 13 horas na UPA do Mary Dota. Durante os finais de semana, a situação é ainda mais agravante. Devido a escassez de médicos, os pacientes são encaminhados ao pronto socorro central de Bauru, causando super lotação e demora no atendimento.

O Hospital de Base de Bauru fica localizado no centro da cidade. (Créditos: Camila Gallate)

Fachada do Hospital de Base de Bauru, um dos mais importantes da cidade. (Créditos: Camila Gallate)

Segundo fontes ligadas aos médicos, para atender aos pacientes, seria necessário dois profissionais em cada turno nas UPA’s Mary Dota, Ipiranga,Geisel e Samu. E seis, sendo dois deles pediatras, na unidade Bela Vista. Já no pronto-socorro central, o quadro adequado seria de quatro clínicos, um cirurgião e um ortopedista.

Para solucionar a questão, a Prefeitura de Bauru enviou um projeto à Câmara Municipal. O documento sugere a vinda de médicos participantes de programas federais e um aumento no salário inicial. Projetos como o “Mais Médicos” já são cogitados, e são bem vistos pelos vereadores da cidade. Outra proposta apresentada foi a de investir mais R$ 300 mil nos honorários médicos. Assim, seria disponibilizado um número maior de funcionários nas unidades de urgência e emergência.

A população, que reclama da falta de médicos, espera por uma saída rápida. No Hospital de Base de Bauru, segundo a babá Rosana Fernandes, a carência de profissionais também existe. “Médico ali só passa de manhã, sendo que tem paciente que precisa de bastante atendimento, e está em falta”, comenta em relação à UTI do hospital. Sobre o projeto de lei, Rosana espera resultados, mas apresenta dúvidas quanto à eficácia: “a gente tem que ver para crer, porque até agora eu não estou vendo nada”.

O Ministério Público está investigando possíveis irregularidades na saúde pública de Bauru, dentre elas a falta de médicos na cidade. Não existe data para o fechamento do processo até então, mas as informações já foram enviadas à perícia. A reportagem procurou a Secretaria de Saúde de Bauru para esclarecer as reclamações e os supostos problemas, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s