Alemanha passa sufoco, mas avança às quartas de final da Copa do Mundo

Argélia conseguiu levar o jogo para a prorrogação, mas a equipe de Löw se sobrepôs pelo peso da camisa; adversária nas quartas é a França

Edward Júnior

A despedida do Estádio Beira-Rio da Copa do Mundo não poderia ter sido mais espetacular. Os ingredientes para o jogo histórico incluíam uma seleção multicampeã contra um azarão, um europeu contra um africano e um passado entre as duas equipes.

O melhor "zagueiro" alemão veste luvas: Neuer. (Foto: Getty Images)

O melhor “zagueiro” alemão veste luvas: Neuer. (Foto: Getty Images)

A Argélia é a única seleção não européia a ganhar da Alemanha em Copas do Mundo, além de Brasil e Argentina. O feito ocorreu em 1982, ano em que os alemães combinaram um resultado com os irmãos austríacos para que ambas equipes se classificassem para a próxima fase, eliminando justamente o país africano. A “Vergonha de Gijón”, como ficou conhecida aquela partida armada, foi usada na motivação dos argelinos para o jogo de 2014. E deu certo.

Os primeiros trinta minutos de jogo foram melhores para a Argélia. Investindo em uma bola longa, armada sempre na ligação direta, os atacantes do time africano saíram na cara de Neuer diversas vezes. O goleiro alemão teve de trabalhar como líbero, mais ou menos como faz quando o Bayern, equipe em que atua, está em apuros. Os alemães equilibraram a partida e transformaram o goleiro Rais no melhor jogador da peleja. Ainda assim, o perigo rondava a área. O melhor zero a zero da Copa foi para a prorrogação.

Gol no início e coração argelino marcam prorrogação

O que estava complicado nos noventa minutos de jogo, descomplicou logo aos dois da prorrogação. Schürrle invadiu a área, após boa trama de Müller pela esquerda e finalizou meio de calcanhar, meio de letra, para abrir o placar em Porto Alegre.

Esgotados fisicamente, também por questões envolvendo o Ramadã, os argelinos se desfaziam em campo e viram Özil marcar o segundo gol alemão na prorrogação, tento que parecia sacramentar a classificação germânica. Num último esforço, Djabou descontou para a equipe africana e os argelinos ainda tiveram mais uma última chance de gol não aproveitada no último minuto da prorrogação.

Schürrle comemora o gol que abriu o caminho alemão. (Foto: Getty Images)

Schürrle comemora o gol que abriu o caminho alemão. (Foto: Getty Images)

A Argélia vai para casa, enquanto a Alemanha segue rumo ao Maracanã para jogar contra a França na próxima sexta-feira, dia 4.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s