São Paulo recebe exposição “As Meninas do Quarto 28”

 Desenhos de meninas judias feitos em campo de concentração nazista são expostos pela primeira vez no Brasil

Mariana Pellegrini

O Museu Brasileiro de Escultura (MuBe), em São Paulo, recebeu entre os dias 23 de maio e 29 de junho a mostra “As Meninas do Quarto 28”, uma compilação de desenhos de meninas judias que viveram no Quarto 28 do campo de concentração de Theresienstadt, próximo à Praga, durante a ocupação nazista na então Tchecoslováquia, durante a Segunda Guerra Mundial.

As crianças ficaram aprisionadas num quarto de 18 m² no campo de concentração. A mostra traz uma réplica do quarto, além de painéis com detalhes históricos e mais de 35 desenhos com cores alegres e vibrantes feitas pelas prisioneiras judias. O objetivo da exposição é dimensionar como foi a vida de cerca de 50 meninas dentre os anos de 1942 e 1944.

Cartaz da exposição. (Foto: Divulgação)

Cartaz da exposição. (Foto: Divulgação)

No campo de concentração de Theresienstadt, as garotas tiveram contato com professores, compositores e artistas: todos judeus aprisionados pelo regime nazista. Dentre as figuras célebres com quem conviveram, estava a artista plástica Friedl Dicker Brandeis. Ela deu aulas técnicas de desenho e pintura para a ala infantil do campo, contando histórias e pedindo que as crianças as ilustrassem. Sua arte era uma fonte de esperança para todos aqueles que estavam em Theresienstadt.

Antes de ser levada para Auschwitz, Friedl escondeu os quase cinco mil desenhos de seus alunos numa mala, que foi encontrada 10 anos depois da guerra. Tais desenhos foram levados para um museu em Praga, na atual República Tcheca. Cerca de 500 das obras eram das meninas do Quarto 28. Quarenta desenhos foram selecionados para a mostra que chegou ao Brasil pela primeira vez neste ano, e que já passou por diversos países europeus e também por Israel.

A exposição no MuBe baseia-se no capítulo “Ecos tardios no Brasil”, presente no livro “Meninas do Quarto 28”, de Hannelore Brennere. A ligação do romance de Brennere com o Brasil dá-se por meio de Erika Stránská, moradora do Quarto 28, e sua irmã Monika, que se mudou para São Paulo ao final guerra. Numa visita ao Museu Judaico de Praga, Monika se deparou com a assinatura da irmã em alguns desenhos de crianças feitos nos campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial, que estavam expostos no museu. Desde então Monika dedicou-se a procurar por detalhes de como teria sido a vida de Erika.

Com cores vibrantes, desenho revela a esperança em época de guerra. (Foto: Divulgação)

Com cores vibrantes, desenho revela a esperança em época de guerra. (Foto: Divulgação)

Em 2012, a filha de Monika, Karen Zolko, voltou a procurar informações sobre a história da irmã de sua mãe, entrando em contato com o diretor do museu em Praga. O diretor enviou uma lista de contatos que poderiam fornecer-lhe mais informações. Assim, Karen passou a corresponder-se com a jornalista Hannelore Brennere, autora de um livro sobre o holocausto. Foi delas que surgiu a iniciativa de trazer a exposição para o Brasil. Karen é a representante da mostra no Brasil,  juntamente de Dodi Chansky.

Das 15 mil crianças no campo Theresienstadt, apenas 93 sobreviveram. Destas, 15 eram meninas do Quarto 28. Além de relembrar horrores como este, tão comuns quando se fala no holocausto, a exposição tem um enfoque humanista, de amizade e de esperança numa época de guerra, mostrando que realmente houveram pessoas boas que fizeram o possível para salvar vidas e amenizar o sofrimento dos outros; ou, ao menos, preservar suas lembranças, seus nomes e suas histórias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s