Copa do Mundo 2014: balanço da primeira fase e prévia das oitavas

Confira análise das seleções que avançaram de fase e a prévia dos próximos jogos

André Magalhães

Após 15 dias ininterruptos de futebol, a primeira fase da Copa do Mundo de 2014 chegou ao seu fim. Nesta edição, foi atingida a maior média de gols em fase de grupos desde quando o torneio passou a ser disputado com 32 times: em 46 jogos, foram marcados 136 gols, obtendo uma média de 2,83 gols por jogo. A partir de agora, as 16 equipes classificadas jogarão em sistema eliminatório de mata-mata, encerrando-se no dia 13 de Julho, no Maracanã, para a grande final.

O caminho de cada seleção classificada na fase eliminatória da Copa (Foto: FIFA.com)

O caminho de cada seleção classificada na fase eliminatória da Copa. (Imagem: FIFA.com)

As seleções classificadas

Grupo A: Brasil (1º: 2V, 1E, 0D) e México (2º: 2V, 1E, 0D)

O grupo era relativamente fácil, mas o Brasil só conseguiu se classificar na última rodada, com uma vitória convincente sobre o eliminado e lanterna do grupo Camarões. As grandes atuações de Neymar, artilheiro da primeira fase com 4 gols, foram o trunfo brasileiro nos três primeiros jogos. O México garantiu sua classificação por se mostrar consistente ao segurar o empate com o Brasil na segunda rodada e por conseguir bater a Croácia por 3 a 1 no jogo que valia a vaga.

Grupo B: Holanda(1ª: 3V, 0E, 0D) e Chile (2º: 2V, 0E, 1D)

Arjen Robben foi um pesadelo para Casillas no jogo de estreia (Foto: Dimitar Dilkoff/AFP)

Arjen Robben foi um pesadelo para Casillas no jogo de estreia. (Foto: Dimitar Dilkoff/AFP)

No grupo marcado pela eliminação da atual campeã Espanha, a Holanda se sobressaiu. O time holandês ostenta o melhor ataque da competição, com 10 gols, e goleou a Espanha por 5 a 1. O Chile também surpreendeu com seu jogo de contra-ataque e teve boas vitórias sobre Austrália e Espanha, perdendo apenas para a Holanda.

Grupo C: Colômbia (1ª: 3v, 0E, 0D) e Grécia (2ª: 1V, 1E, 1D)

A Colômbia passou em primeiro lugar com folga no grupo. O time conseguiu superar a ausência de Falcão García e tem o segundo melhor ataque do torneio, com 9 gols marcados. A Grécia conseguiu sua classificação inédita nos acréscimos do último jogo contra a Costa do Marfim, ao vencer o jogo com um gol de pênalti marcado aos 47 minutos do segundo tempo.

Grupo D: Costa Rica (1ª: 2V, 1E, 0D) e Uruguai (2º: 2V, 0E, 1D)

No grupo da morte, a maior surpresa da Copa. A Costa Rica garantiu sua classificação já na segunda rodada, após vencer Uruguai e Itália, e terminou em primeiro no grupo após empatar com a Inglaterra. O Uruguai precisou do retorno de Suarez para vencer a Inglaterra, e levou a melhor no jogo decisivo contra os italianos.

Grupo E: França (1ª: 2V, 1E, 0D) e Suíça (2ª: 2V, 0E, 1D)

Mesmo com a ausência de Ribéry, a França foi uma das melhores seleções da primeira fase. Contando com o faro de gol de Benzema, o time goleou nos dois primeiros jogos e jogou por um empate para garantir o primeiro lugar. A Suíça precisou vencer a lanterna Honduras na última rodada para seguir avançando no campeonato.

Grupo F: Argentina (1ª: 3V, 0E, 0D) e Nigéria (2ª: 1V, 1E, 1D)

A Argentina não impressionou, mas Messi sim. Lionel participou de todos os gols de seu time e foi decisivo nos três jogos. A Nigéria se aproveitou da derrota do Irã para a Bósnia na última rodada, e conseguiu se classificar mesmo com derrota para a Argentina.

Grupo G: Alemanha (1ª: 2V, 1E, 0D) e Estados Unidos (2º: 1V, 1E, 1D)

A Alemanha parecia ser o time a ser batido ao estrear com um 4 a 0 sobre Portugal, mas não conseguiu manter o ritmo e empatou com Gana em seguida. Os Estados Unidos estrearam com vitória, e levaram vantagem sobre Portugal no saldo de gols.

Grupo H: Bélgica (1ª: 3V, 0E, 0D) e Argélia (2ª: 1V, 1E, 1D)

A tão badalada Bélgica venceu seus três jogos, mas não convenceu. Os belgas deixaram a desejar por não conseguirem vitórias fáceis contra adversários tecnicamente inferiores. O destaque fica por conta da Argélia, que conseguiu classificação inédita após vencer a Coreia do Sul e empatar com a Rússia na última rodada.

Jogos: 

Brasil x Chile – 28/06 – 13h – Mineirão

Neymar: artilheiro da seleção e esperança brasileira. (Foto: Danilo Borges/Portal da Copa)

Neymar: artilheiro da seleção e esperança brasileira. (Foto: Danilo Borges/Portal da Copa)

Repetindo as oitavas de final de 2010, o Brasil não deverá ter a mesma facilidade no jogo como no 3 a 0 da África do Sul. Os chilenos vêm surpreendendo nesta Copa, com grandes atuações de Sanchez e Vargas, que podem ameaçar com frequência a defesa brasileira. O retrospecto, no entanto, joga ao lado dos brasileiros, que já venceram o Chile em dois jogos de oitavas de final.

Colômbia x Uruguai – 28/06 – 17h – Maracanã
A Celeste Olímpica estará sem Luis Suarez, suspenso por 9 jogos por morder Giorgio Chiellini no jogo contra a Itália. O Uruguai já mostrou dependência de Suarez na primeira fase, e o desfalque do artilheiro favorecerá a forte equipe colombiana.

Holanda x México – 29/06 – 13h – Castelão
A Holanda, liderada por van Persie e Robben, terá que superar o goleiro mexicano Ochoa, que vem fazendo brilhantes atuações na Copa.

Costa Rica x Grécia – 29/06 – 17h – Arena Pernambuco
Talvez o jogo mais inesperado da fase de oitavas de final. Os dois times adotam postura extremamente defensiva, mas a Costa Rica leva vantagem por sua disciplina tática, que imperou nas vitórias sobre Uruguai e Itália.

França x Nigéria – 30/06 – 13h – Mané Garrincha
Desde 1958, a França sempre chegou à semifinal quando se classificou para a segunda fase. Os franceses chegam com força para a manutenção da estatística, e enfrentam uma seleção nigeriana tecnicamente fraca.

Alemanha x Argélia – 30/06 – 17h – Beira-rio
Os alemães são franco-favoritos contra a recém-classificada Argélia. A Alemanha ainda conta com o artilheiro Thomas Muller, que já tem 4 gols, para avançar em busca do tetra.

Argentina x Suíça – 01/07 – 13h – Arena de São Paulo
Sem Aguero, lesionado, Lionel Messi terá que ser o protagonista de novo. Suas jogadas podem ser a oportunidade argentina de furar o esquema defensivo da Suíça.

Bélgica x Estados Unidos – 01/07 – 17h – Fonte Nova
Com a Bélgica sem empolgar e os Estados Unidos confiantes após classificação, este jogo promete ser um dos mais imprevisíveis das oitavas.

Copa de surpresas

Por enquanto, a Copa do Mundo no Brasil esteve cheia de surpresas – positivas e negativas. Por um lado, a Costa Rica chocou o mundo ao terminar em primeiro lugar no “grupo da morte”, que era composto por mais três campeões mundiais. Por outro lado, quatro grandes potências deram adeus ao mundial logo na primeira fase. A mais surpreendente foi a atual campeã Espanha, mas seleções como Itália, Inglaterra e Portugal tiveram exibições vexaminosas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s